domingo, 12 de julho de 2015

Anacronismos

Anacronismo é um erro em cronologia, expressada na falta de alinhamento, consonância ou correspondência com uma época. 
Ocorre quando pessoas, eventos, palavras, objetos, costumes, sentimentos, pensamentos ou outras coisas que pertencem a uma determinada época são erroneamente retratados noutra época.
Anacronismos podem ocorrer num relato narrativo ou histórico, numa pintura, filme ou qualquer meio real ou de ficção, ou como na foto ao lado...
Posto isso pergunto: ocorreu genocídio da Guerra do Paraguai, por exemplo?
Bem, houve massacre sistemático nesse evento histórico, ocorreu um verdadeiro morticínio, mas não genocídio no sentido jurídico do termo.
Numa consulta à Wikipédia temos a seguinte pista: "O termo foi criado pelo jurista judeu polonês Raphael Lemkin, em 1944, juntando as palavras génos (do grego γένος = família, tribo ou raça) e -caedere (do latim = matar).6 Foi criado como um conceito específico para designar crimes que têm como objetivo a eliminação da existência física de grupos nacionais, étnicos, raciais, e/ou religiosos.6 Em contraste, "direitos humanos", tais como definidos pela Declaração dos Direitos dos Cidadãos dos Estados Unidos ou pela Declaração Universal dos Direitos Humanos das Nações Unidas de 1948, dizem respeito a direitos individuais. Seus estudos iniciais basearam-se no genocídio armênio (1915-1923) cometido pelo império otomano e, desde então, dedicou sua vida a conseguir que as normas internacionais definissem e proibissem o "genocídio" de maneira que se introduzisse para os grupos o conceito de que homicídio refere-se a indivíduos, e o reconhecimento do seu direito à vida.7"(https://pt.wikipedia.org/wiki/Genoc%C3%ADdio).

Por isso falar em GENOCÍDIO pode ser um anacronismo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário