segunda-feira, 16 de março de 2015

A História se repete 2


Sigo perplexo com a capacidade que os meios de comunicação tem em potencializar momentos de tensão institucional e instabilidade politica em favor de suas posições e a serviço de seus senhores. 


Não há duvida que falta "tarimba" politica a Dilma, que até ser ungida por Lula foi uma tecnocrata do setor público, desde a eleição de Alceu Colares no Rio Grande do Sul em 1985.

Mas o método de construção do caos, de manipulação da classe média através da mídia e dos "especialistas" é o mesmo do cenário pré-golpe de 1964. Repito: espero estar errado, mas em 1964 interesses internacionais, apoiados pelas oligarquias nacionais e pelos senhores da mídia depuseram João Goulart, um presidente eleito democrática e constitucionalmente, e o Brasil seguiu a agenda de todos os países do então terceiro e o povo viveu sem democracia por 21 anos.

Hoje me parece que o pré-golpe segue o mesmo método: criminalização da Politica, criminalização da esquerda, espetaculização disso tudo. A novidade é a judicialização da politica ou, noutras palavras, a transferência para um Poder "confiável" as decisões que são originariamente da sociedade, da seara politica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário