domingo, 13 de julho de 2014

UM PROXENETA GLOBAL?

“A vulnerabilidade das crianças aumenta significativamente quando elas são separadas de suas famílias, ficam desacompanhadas, órfãs ou deslocadas por crise humanitária” (Najat Maalla M’jid - relatora especial das Nações Unidas sobre a venda de crianças, prostituição infantil e pornografia infantil)

Li que o apresentador Luciano Huck teria tuitado notícia sobre um novo quadro do Programa “Caldeirão do Huck” (aliás, esse “caldeirão” deveria ser retirado do ar pela família Marinho, tão ciosa de valores como moralidade e ética) e tal tuite teria gerado polêmica.
O tuite em questão é o seguinte: “@LucianoHuck Ta no Rio? Solteira? Quer 1 príncipe encantado entre os “gringos” q estão na cidade. Mande fotos e o pq; namoradaparagringo@globomail.com”.

Pode ser que eu esteja ficando “implicante”, adjetivo usado pela minha avó Maria para definir os ranzinzas em geral, mas o fato é assustador, pois aparentemente que não se trata de um programa de namoro simplesmente (como já existiram tantos, ou até existem), mas da mensagem subliminar contida na ideia toda, ideia direcionada a um público adolescente, a ideia de “príncipe encantado estrangeiro”, por que estrangeiro? No Brasil não há jovens que cumpririam o perfil dos príncipes? Outro aspecto degradante: “mande fotos”? Por que as fotos? As jovens seriam escolhidas por quais atributos? Com que proposito? E vai na contramão das políticas públicas brasileiras de combate à prostituição e do relatório da ONU sobre o tema.
A ideia desconsidera toda a luta nacional para o combate à exploração sexual de crianças e adolescentes e a situação de cuidado especial que grandes eventos proporcionam.
Com todo respeito a quem pensa diferente, mas o apresentador agiu como um proxeneta, vulgarmente conhecido por cafetão, afinal procurava “candidatas a namoradas de estrangeiros”, prometeu implicitamente administrar clientes para as tais candidatas, exatamente como fazem os cafetões com as prostitutas, recebendo em troca uma audiência que vale muito.
Costumeiramente, um proxeneta oferece proteção e uma vida melhor àquelas com quem quer lucrar, suas prostitutas, o que ele busca é apenas usar jovens e manipular sonhos e esperanças.
Num momento em que o governo fez uma série de ações justamente para coibir a exploração sexual durante a Copa do Mundo, incluindo aplicativos para notificação automática, o apresentador global comete um erro dessa magnitude.  A exploração sexual é uma tragédia presente em todo o mundo e que atinge milhares de adolescentes brasileiros também, trata-se de prática criminosa, chama-se “Favorecimento da Prostituição ou Outra Forma de Exploração Sexual”, está prevista no artigo Art. 228 do Código Penal, veja “Induzir ou atrair alguém à prostituição ou outra forma de exploração sexual, facilitá-la, impedir ou dificultar que alguém a abandone: Pena - reclusão, de 2 (dois) a 5 (cinco) anos, e multa.”.

Espero que o diligente Ministério Público tome providências.

Nenhum comentário:

Postar um comentário