domingo, 9 de setembro de 2012

Reflexões...

 
 
Nada pode UM e TUDO ser, salvo poeticamente, alegoricamente, metaforicamente.
 
Na nossa sociedade de consumo irracional a "verdade" é uma "mercadoria de interesse secundário", o que importa é o espetáculo, a audiência e o lucro que a mentira e as versões podem oferecer.
 
Nenhum homem quer morrer sem nunca ter vivido.
 
As pessoas não querem ouvir a verdade, querem apenas culpar alguém, alguém que já tenha sido previamente considerado culpado, mesmo sendo inocente, assim não tem que pensar.

Será que é isso mesmo??
 
Sou fiel ao Estado de Direito e ao devido processo legal.

Nunca me pautei na vida pela media, pela midia ou pela moda e não me preocupo em nadar contra a corrente.

Sou fiel às minhas duvidas (e são tantas...) e tenho pena daqueles que pautam suas vidas por certezas sobre coisas das apenas ouviram versões, com as quais nunca conviveram. É isso.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário