terça-feira, 10 de maio de 2011

Todos os dias.


Os novos dias
(esses tais "outros dias")
estão contidos
nos velhos dias
os bons e os outros também...

Neles todos os amores vivem
todos os risos e todas a dores
e cada lágrima rega as flores
que renascem novas
nesses e em todos os dias
pois há amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário