segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Felicidade?


Gozamos depois de alguns anos de trabalho e muita renuncia aos sonhos da infância e da juventude daquilo que cremos ser a felicidade do cotidiano familiar.
Casa grande, filhos lindos, esposa companheira e leal.
Mas por baixo da superficialidade há os ressentimos, alianças que ameaçam a base de nossas vidas, segredos, mas os dias seguem assim ao lado de uma percepção de que a qualquer momento nosso mundo pode desabar...
Por que?

Um comentário:

  1. caro mestre, concordo plenamente,pois infelizmente vivemos em cima de uma linha muito tenue que de uma hora para outra pode quebrar

    ResponderExcluir