terça-feira, 21 de abril de 2009

WOODY ALLEN EM BARCELONA


Não tenho ido muito ao cinema. Apesar de ser absolutamente apaixonado pela “grande tela” e sua magia, tenho assistido aos filmes na TV de plasma através do DVD em casa mesmo, o que me permite “pausar” o filme de vez em quando e ir até à minha pequena biblioteca para procurar nos meus livros, revistas, anotações e recortes de jornal referências ou coincidências com os roteiros, diálogos e personagens. Tenho me divertido dessa forma...
Nesse feriado assisti o “Vicky Cristina Barcelona”, filme nos mostra o melhor de Woody Allen. Vicky, interpretada por Rebecca Hall, e Cristina interpretada pela lidíssima Scarlett Johansson são duas amigas que vão passar uma temporada em Barcelona, onde a primeira busca elementos estéticos para a conclusão de seu mestrado, exatamente sobre a cultura catalã.
Barcelona é para mim uma cidade mágica. Isso contribuiu muito com o filme também.
Vicky, a prática, pensa querer um casamento seguro e uma vida burguesa ao lado de um marido com estabilidade financeira. Cristina, a sonhadora, é uma mulher que não sabe o que quer, mas sabe muito bem o que não quer: levar uma vida pequeno burguesa e convencional, acredito que elas se completam, poderiam ser a mesma pessoa como, por exemplo, os personagens de Brat Pitt e Edward Norton em o “CLUBE DA LUTA” de David Fincher, mas o filme se desenvolve de outra forma. Ambas se envolvem com Juan Antonio, interpretado por Javier Bardem.
O filme nos obriga a refletir sobre a vida burguesa de pessoas como nós que vivem vidas que verdadeiramente não desejam (e que muitas vezes odeiam ou desprezam), mas que em razão de um medo terrível renunciam à própria capacidade criativa, ao amor, à paixão, à aventura, ao prazer trocando tudo isso pela estabilidade pasteurizada da média e da moda.
O diretor dá um show e os atores estão fantásticos. Há ainda Penélope Cruz com um desempenho marcante. Vale a pena!

Um comentário:

  1. Parabens. Seus comentarios como sempre, nos "obriga" de certa maneira a ver que devemos analisar as situações por varios angulos de raciocionio.

    ResponderExcluir